Jair Flores e Silva, natural de Leopoldo de Bulhões/GO, nascido no dia 13/10/1951, conheceu o evangelho por intermédio de sua Sogra, Saudosa Ira. Ana André da Luz, tendo ponto marcante em sua decisão o saudoso Pr. Nelson Caciano, que já era batizado na Igreja Tabernáculo da Fé, em Goiânia/GO. Ambos estavam falando a cerca da Bíblia, quando o Ir. Nelson comentou sobre Adão e Eva, o Ir. Jair discordou dizendo que a história de Adão e Eva não aconteceu (ele havia aprendido com os ensinamentos de um Padre, professor de História) e que era apenas um ponto de partida para Bíblia. Assim sendo o Ir. Nelson replicou dizendo: "Se você não crer na Bíblia, nós não falaremos mais sobre religião". Isso causou um choque naquele momento, pois descobriu que o não crer na Bíblia era muito sério. Algum tempo depois o Ir. Jair mudou-se para Goiatuba/GO, onde assistiu ao filme "Os 10 mandamentos", e isso foi algo que contribuiu na sua conversão, pois a partir daquele momento ele viu que a Bíblia era real. Ao passar dos dias, quando estava em Goiânia, despertou-­lhe o desejo de ir ao Tabernáculo da Fé, sem ser convidado por alguém. Ao sair de casa, jogou uma carteira de cigarro fora, pois achava indecente entrar em uma igreja portando tais objetos, mas outra surpresa o aguardava, no ponto de ônibus, encontrou com o Ir. Nelson Caciano também indo para o Tabernáculo, o mesmo estava afastado. Naquela instante, eles indagaram-se sobre onde iriam, e, surpreenderam-­se ao saber que iriam para o mesmo lugar, pois imaginavam que iriam para lugares seculares. Assim foi o dialogo:

Ir. Nelson ­ "Onde cê vai?" Ir. Jair ­ "Vou ao Tabernáculo da Fé!" Ir. Nelson ­ "Ué!? Pensei que ia ao cinema!?" Ir. Jair ­ "E aonde cê vai?" Ir Nelson ­ "Também irei ao Tabernáculo". Ir. Jair ­ "Então vamos juntos!"
Ao assistirem a pregação, o Pr. Joaquim fez um apelo ao final do culto, quem gostaria de aceitar ao Senhor Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, no entanto, o até então ir. Jair se sentiu preso no banco, olhou para o Ir. Nelson e o mesmo fez um gesto com os braços abertos, que lhe dava a entender que a decisão era dele, isso lhe deu forças para que então fosse ao altar. Ao receber a oração do Pr. Joaquim, sentiu como se tivesse uma bola de fogo entrando em sua cabeça e saindo aos pés. Então o Pr. Joaquim lhe perguntou:

Pr. Joaquim ­ "Quando desejas te batizar?" Ir. Jair ­ "Hoje mesmo!"
E assim se sucedeu! OBS: Passados mais de 30 anos desse acontecimento, o Pr. Nelson Caciano relatou que se reconciliou com Cristo naquele dia. Depois de se batizar retornou a Goiatuba onde morava e tomou sua primeira ceia na Fazenda Jacaré (Piracanjuba/GO ­ Pr. Wagner Borges). O Ir. Jair já estava a algum tempo casado com sua esposa, Ira. Maria de Fátima de Azevedo Serra e Silva, mas a mesma ainda não havia conseguido engravidar. A saudosa irmã Elza Candine, que era vizinha da sogra do Ir. Jair, encontrou­se com a Ira. Maria, no onibos, onde relatou um sonho que havia tido com a mesma, no qual, ela se batizou e Deus lhe deu um filho. Após a Ira. Maria se batizar, passados 30 dias, ela estava grávida, em abril de 1976 nasce o primeiro filho do casal, que se chamaria Alexandre, porém, ao ler na bíblia a história de Alexandre Latuero, que fez muitos males aos cristãos daquela época, optou por colocar o nome no seu primogênito de Fabrício. Ao todo, o casal tem 4 filhos: Fabrício, Jair Júnior, Davi e Josué.

A CHAMADA PARA O MINISTÉRIO


Em agosto de 1975, foi inaugurada uma igreja em Goiatuba, sendo comissionados os irmãos Nelson Caciano como Evangelista e Jair Flores como Cooperador no Diaconato (Sendo que ministério de diaconato é local). No inicio de 1977, retornou a Goiânia/GO e ao sexto mês, assistindo à escola dominical, em seu coração, desejou nunca ter pessado pelo mundo, e então, chorou muito durante o culto. Ao final, já em seu carro, foi surpreendido novamente, quando o Ev. Nelson Caciano trouxe-­lhe a noticia de que o Pr. Joaquim desejava falar­lhe. Então pensou: "Meu Deus! O que eu fiz? Será que foi porque chorei demais?", Assim, caminhou até o escritório do Pr. Joaquim, que lhe perguntou se ele gostaria de servir ao Senhor Jesus Cristo como Cooperador daquela igreja. O pedido foi aceito prontamente e em seis meses tornou-­se Diácono. Desde então, serviu à igreja de Goiânia por quase 9 anos. No dia 30 de Janeiro de 1985, desejou mudar com a família para Manaus, onde já residia seu amigo Nelson Caciano, que havia sido consagrado pastor. Resídio durante 6 meses, depois mudou-­se para Ariquemes/RO, onde morou até abril de 1992. Ainda em Ariquemes, em 1986, foi comissionado Obreiro, no ano seguinte, 1987, foi consagrado Pastor, sob o pastoreio do Pr. Nelson Caciano, com imposição de mãos dos Pastores: Norivan Cassiano, José Granja, Wagner Borges e Benedito Miranda Dias. No dia 30 de Janeiro de 1992, 7 anos depois que saiu de Goiânia, no mesmo dia do mês, o já então Pr. Jair Flores, viaja até Manaus para receber a igreja como pastor local, sucedendo o Pr. Norivan Cassiano.

TABERNÁCULO NA RUA IPIXUNA


No dia 2 de Fevereiro de 1992, o Pr. Jair assumiu a igreja, que era localizada na Rua Ipixuna, 580 ­ Centro, e contava com mais ou menos 60 membros. No dia 10 de maio de 1992, mudou-se definitivamente com sua família para Manaus.

MUDANÇA DA RUA IPIXUNA PARA AV. AYRÃO


Responsive image

Responsive image


Houve a necessidade de sair do prédio da Ipixuna, e então o Pr. Jair viu-­se obrigado a procurar outro lugar para a igreja congregar. Então reuniu­-se com o ministério da igreja, para discutir sobre um terreno no bairro Aparecida que custava 15 milhões de Cruzados, porém as ofertas totalizavam 100 mil Cruzados, nem mesmo empenhando o carro que era um Escort Hobby, que valia 7 milhões e 500 cruzados. Numa Segunda-­Feira, ao ler os classificados no jornal, a Ira. Maria encontrou um terreno no bairro Matinha(hoje Presidente Vargas), sendo possível comprá-­lo parcelado. Assim, foi financiado o primeiro terreno próprio para a Igreja Evangélica Tabernáculo da Fé, em Manaus. Em meados de Janeiro de 1993, aconteceu um culto de agradecimento a Deus pelo terreno. No dia 1 de Fevereiro, o Pr. Jair estava fazendo um gabarito para ser usado na construção, juntamente com o Ir. Josué Flores e o Saudoso Ir. Esmeraldo Pessoa, que naquela época era Obreiro, fazendo tudo isso debaixo de chuva, pois em Fevereiro chove bastante na capital amazonense. No dia 8 de Fevereiro, inicia-se a construção do Tabernáculo do bairro Matinha, o material para a construção foi comprado com o valor obtido da venda de uma mesa de som, que possibilitou a compra de 5 mil tijolos e 35 sacas de cimentos. A construção durou 40 dias, nesse tempo, não faltou material, nem dinheiro para pagar os operários, sendo que alguns não cobraram mão de ­obra, e, nem choveu a ponto de atrapalhar os trabalhos. Dia 14 de Abril, foi realizado o ultimo culto na Ipixuna, foi um culto de agradecimento pelo tempo que se congregou naquele edifício.

Responsive image


No dia 16 de Abril, mudaram para o Tabernáculo do Matinha, onde a primeira escritura oficial de culto lida naquele santuário, usada na pregação do Pr. Mauro Luiz Cardoso de Anápolis/GO, foi Salmos 55:19, que diz:

"Deus ouvirá, e os afligirá. Aquele que preside desde a antiguidade (Selá), porque não há neles nenhuma mudança, e portanto não temem a Deus".
No dia 9 de Maio, foi lida a primeira literatura com a igreja, intitulada "Dia das Mães". Quando chegou nos parágrafos 19 e 20, Deus vindicou a oração que foi feita antes, no terreno e local escolhido para o Tabernáculo. Mensagem Dia das Mães parágrafos 19 e 20:

"19 ­ Agora nós pedimos, Senhor, que Tu abençoe este tabernáculo, seu pastor, seus administradores, seus diáconos, todos os seus associados, as pessoas que visitam aqui, que entram e saem por estas portas. Que ele possa sempre ser encontrado como foi dedicado, um refúgio para descanso, onde os cansados possam entrar por suas portas e encontrarem descanso e paz para suas almas. E que os enfermos possam entrar pela porta, e saírem curados, por causa da sempre viva Presença do Deus Todo ­Poderoso o Qual habita sob seu teto. 20 ­ Nós pedimos, Senhor, que neste próximo programa de... que está sendo formado agora, que Tu Te encontres com o conselho e Te encontres com todos. E se isto Te agrada que haja uma contínua comemoração da oração que foi feita nesta velha lagoa, e uma área cheia de ervas daninhas, um dia; que agora se tornou um farol, um lugar de descanso para o cansado, por causa da resposta daquela oração."
Poucos dias depois, um dos vizinhos que estava construindo uma casa ao lado do tabernáculo, relatou que o Pr. Jair não conheceu aquela área antes, mas que depois que a igreja chegou ali, aquele lugar se tornou um farol.

O NOVO TABERNÁCULO




Responsive image


O antigo tabernáculo foi construído ante muitas lutas. Mas por que esse prédio foi construído? É porque não era o querer do homem, mas sim o querer do próprio Deus. Isso foi a vontade perfeita de Deus, e uma resposta pra quem não acreditava que aquele tabernáculo seria construído. Passados anos, o Pr. Jair foi procurado pela família Anijar, que desejou doar um galpão e transforma-lo em uma igreja. Mediante a proposta, o mesmo lhes pediu tempo para orar e buscar uma direção de Deus. Assim, passando-­se alguns meses, a família retornou novamente na residência do Pastor para lhe indagar sobre o assunto. Sendo assim, já direcionado pelo Espirito, aceitou, então fez uma assembléia e a Igreja aceitou a doação, assim, começou a reforma do galpão para ser o Novo Tabernáculo. A reforma durou cerca de 3 meses. A inauguração do novo Tabernáculo ocorreu em 18 de Abril de 2008, quando tivemos a presença do Pastor Nelson Caciano, (pastor que iniciou a obra em Manaus em 1982 e passou para o pastor Norivan Cassiano em 1990) que pregou durante os 3 cultos especiais (dias 8,19 e 20 do referido mês e ano). Assim a igreja segue hoje.